segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Dia de Sumpólo.

Tá, eu o-di-a-va a cidade cinza. Mesmo sem conhecê-la, tinha um ranço escroto, um preconceito, mais ou menos o que rola entre brasileiro e argentino. Eu não entendia São Paulo, seu trânsito, a cor do seu céu, seus yuppies workaholics, aquela mania estranha de falar "meu" e "sesta-feira" em vez de sexta.

Bastaram poucos dias lá com a cabeça mais aberta - e no canto mais simpático de SP, a Vila Madalena - pra eu me apaixonar perdidamente. Apesar do tamanho, seu trânsito flui bem (juro, fiquei impressionada com a boa educação dos motoristas, quando comparados aos do Rio), os workaholics nem são tão yuppies, mas são bem simpáticos, na maior parte dos dias o céu é bem azul... e eu bem passei uns 2 meses falando "meu" depois de voltar.

Hoje Sumpólo querida completa 456 anos. Como presente, bem podia ganhar uns dias de estiagem. De qualquer forma, no próximo fim de semana vou lá pessoalmente dar um abraço de parabéns.

6 comentários:

disse...

Me leva na bagagem? Sou compacto então eu "caibo"... bjus

Junião disse...

Pô Mila, gostei do texto! É engraçado como tenho o mesmo espírito bairrista com relação ao Rio rs E olha que bons amigos cariocas não faltam para tentar me convencer do contrário.

Já estive de passagem pelo Rio, rumo a Friburgo (cidade q gostei mto), mas ainda não conheci realmente o Rio.

desaventurasnamorosas disse...

São Paulo é tudo mas... Será que eu posso morar no Rio e falar "caraca" pra tudo?

Dona Mila disse...

Fê, to indo pro show do Metallica, vamos? hehe

Ju, venha logo conhecer o Rio, po!

Desaventurada, sou mais o "meu" que os "caracas", embora eu realmente fale caraca pra tudo...

Roberta disse...

A gente tem que marcar uma viagem pra lá juntas!

Marcelo disse...

Apesar de não compartilhar esse gosto por SP (e pelo "meu"), tenho que concordar em relação a Vila Madalena... se pudesse, importava ela inteira aqui pro Rio! :)