domingo, 2 de maio de 2010

Coisas pra JAMAIS esquecer.

Não existe isso de "vou ali ao shopping rapidinho e já volto". Impressionante como é fácil passar horas num shopping e comprometer um pouco do seu bom humor. Eram famílias inteiras, aquela criançada correndo e esbarrando em você - que nem pode fazer uma carinha feia pra isso impunemente. Por exemplo, eu não posso entrar bebendo minha inofensiva garrafinha d'água na Tok&Stok, mas pimpolhos podem correr livremente arriscando aquele monte de coisa de quebrar que tem na loja. Não faz sentido.

Mas o almoço foi bom, e acabei voltando com sacolinhas pra casa. Com presentinhos pra moi. :)

*****

Namolito, para de deixar seu mail logado no meu computador? É tentador demais não dar uma fuçadinha. Você sabe, haha.

7 comentários:

***GrAzI disse...

Tem cenários em que criança não encaixa e mais atrapalha do que qualquer coisa! Adoro criança, mas os pais podiam deixá-las em casa mais vezes, né? rsrsrs...

Marcelo disse...

Mas aí que tá... o problema não são as crianças... são os pais! Criança não tem noção (e nem deve mesmo). Quem deve dar os limites são os pais, mas isso é tarefa muito difícil! :)
É só ensinar que tem hora e lugar pra tudo.

desaventurasnamorosas disse...

"os pais podiam deixá-las em casa mais vezes, né?" [2]

E eu não adoro crianças.

Dona Mila disse...

Grazi, os pais podiam mesmo. E cade que ninguém mais fica de castigo hoje em dia? O "vai pro seu quarto" perdeu o sentido depois que inventaram o playstation.

Desaventurada, também to looooonge de adorar.

Marcelo e seu instinto de mamãe ganso...

Maquiadora disse...

crianca e shopping/mercado definitivamente nao combinam.

sempre tenho vontade de enforcar todas elas.

Karine disse...

Lindona, deixei um meme fofo pra ti no meu blog!Bj

Junião disse...

Ainda que os pais queiram levar as crianças para ambientes como estes, elas só fazem aquilo que os pais permitem. A impressão que tenho é que hoje são os filhos que deixam seus pais de castigo...