quarta-feira, 9 de junho de 2010

Momento medinho.

Lá na clínica tem um gato internado há um mês. Sua dona vai visitá-lo todo dia de 9 às 10 da noite. E Dona Tânia adora uma conversa. Ontem ela me contou que eu deveria trancar as portas mais cedo, já que fico sozinha e Irajá não é bem um oásis de segurança. Foi bem insistente, meio chata até, e só sossegou quando passei o trinco em tudo. Aproveitou pra contar sobre um suposto assalto que rolou na clínica, quando era da antiga dona. Um cara apareceu na varanda, chamou o vigia pra ajudar a carregar o cachorro, quando o vigia chegou na grade, o cara mostrou o três oitão.

Lá pras 11 horas tocou a campainha. Me arrepiei, abri só a janelinha e vi um cara dizendo "aê, achei esse gatinho na rua". Todo mundo sabe da minha paixão por gatos. Mas foi por puro impulso que respondi "a veterinária saiu e vai demorar, leva ele na clínica X!". A consciência pesou, fiquei morrendo de dó do gatinho, morrendo de vergonha por ter sido preconceituosa...

Dormi mal pra caramba, acordei com qualquer barulhinho com o coração na boca. Mas, né, não rola dar chance pro azar.

8 comentários:

Marcelo disse...

Os detalhes extras q não estão no post garantem a sua boa noite de sono, linda. Podes crer!

Priscila C. Souza disse...

Relaxa... melhor não dar mole mesmo!

Dona Lô disse...

Não se condene, amiga. Eu não te condeno! Aliás, faria o mesmo! Infelizmente ninguém traz estrela na testa, o mundo tá uma loucura, como vamos confiar?

***GrAzI disse...

Infelizmente é difícil saber em quem confiar... na dúvida melhor não bobear!! ;)
Bj

Dona Mila disse...

Namolito, ;*

Pri, Dona Lô e Grazi, pois é, até a dona da clínica disse que nesses casos é pra eu não abrir... mas é chato isso. :P

Karine disse...

É chato, sim... mas, como você mesma disse: Irajá näo é nenhum oasis...

desaventurasnamorosas disse...

Tá certinha, Cá. Se cuida!

Patrícia disse...

Levando em consideração que vc tá no Rio, em Irajá e que ladrão não tem cara, é melhor mesmo prevenir que remediar.