quinta-feira, 18 de março de 2010

Ê, loira!

Como faço todos os dias, vim pra São Francisco de carro e segui pra labuta com Dr. Tutor no carro dele. Isso foi umas 9h da manhã. Agora no fim do dia ele me deixou aqui perto e vim andando ao encontro do Tumati. Andando pela rua, reparei lá de trás um carro estacionado com o farol ligado. "Pobre besta", pensei.

Chegando mais perto, reconheci o veículo e constatei que a besta, no caso, era eu mesma. Como o farol ainda estava aceso, achei que rolava de tentar virar a chave. Nhé. Num deu.

Já liguei pro seguro vir fazer uma chupeta (ui!) e pro Namolito vir fazer companhia.

9 comentários:

Marcelo disse...

Eu disse que EU podia fazer as duas coisas!!! :P

Dona Mila disse...

hihihi, Namolito queria fazer chupeta... no carro!

Priscila C. Souza disse...

Quem nunca passou por umas derrotas dessas?!?!

Henrique aKa Tr4nc3 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Henrique aKa Tr4nc3 disse...

hehehehe vamos as contas ..
(Farol aceso - alternador) + tempo = Baterial Fail !

S disse...

Nossa, passei por esses lugares hoje. =)
Obs. Não sei nada sobre carros ou dirigir. Devo me sentir estupida por não saber o que é fazer uma chupeta???
Não responda!

Beijos

***GrAzI disse...

Adorei saber que seu carro tem nome... o meu tbém, é Joaninha! rssrr

Dona Lô disse...

Pois é... Chupeta do Namolito não conta, mas eu também já passei por uma dessas... Em 2003, saindo do cinema (tava vendo 'A Paixão de Cristo'!) e tive que fazer o namorado da época epurar o caramgo, que, claro, não pegou. Result: ligar para o experiete papis prápedir um help... Ninguém merece!
Detalhe: naquele dia a gente tinha encomendado as alianças do noivado. Sete dias depois ele veio me falar que estava com outra pessoa havia seis meses... E que não queria casar. Phoda, não?

Dona Mila disse...

Priscila, faz parrrrte, né?

Tr4nc3, fail total!

S, relax. Chupeta é quando a gente liga uma bateria na outra pra passar carga. è mais ou menos isso. :)

Grazi, que divertido! É vermelho também?

Dona Lô, inesquecível e meio traumática essa sua chupeta, né?