terça-feira, 31 de maio de 2011

Pra eu não usar a desculpa da falta de assunto... (parte 1)

Roubaram meu carro.

Um filhodaputa arrombado se chegou, "me dá a chave, não grita", encostou a pistola na minha barriga e virou um feliz proprietário de um Fit automático cheio de lixo dentro.

Enquanto isso eu gritava, tremia, babava, sapateava e blasfemava feito uma pomba gira cheia de pó de mico no corpo, ali, fazendo vergonha no meio da rua. Muitos transeuntes foram solidários, inclusive a moça gentil que quase me afogou numa garrafa d`água. Tadinha, mas é que eu sacodia muito de nervosa, engasguei.

Por pouco esse broxa do pau pequeno não levou junto meu ultrassom. Aliás, por pouco não levou minha bolsa e meu notebook, que estavam ali dando sopa enquanto eu, burramente, não soltava a chave. Tentei negociar, né, mas só até sentir a pistola.

(continua...)

3 comentários:

Lilás disse...

Nossa dona mila, que notícia mais chata. Imagino que já tenha ido na Dp fazer o Registro de Ocorrência...
Então, minha solidariedade e não consigo imaginar em quê poderia te ajudar, mas fica a minha solidariedade e o desejo de que seu carro seja encontrado em breve e inteirinho...
Curioso, uma vez me apontaram uma arma, eu fiquei tão dura com medo de me mover e tomar um tiro, que não conseguia entregar a bolsa.
Horrível a sensação de impotencia...

Luana disse...

Ai que horror!

Eu li as noticias ao contrario... Quer dizer então que seu carro voltou? Fico feliz! Mesmo!

Que ódio que eu tenho de ladrão... Eh tao baixo, tao sujo!

Dona Mila disse...

Lilás, a parte mais chata foi fazer o RO.

Luana, também acho. Roubar carro é muito invasão de privacidade.