terça-feira, 8 de março de 2011

Carnaval-útil.

Enquanto uns se divertem como todos, outros se divertem como podem. Tipo, eu adoro meu trabalho, adooooooro mesmo, mas juro que preferia ter parado 6a pra voltar só na 5a. Meu ideal de diversão alternativa pro Carnaval seria DORMIR. Ver filminho deitada e dormir no meio do filme. Tipo isso.

Mas meu labuta place abriu sábado. E vai abrir 4a de cinzas. E ML me pediu socorro pra poder pular carnaval, então topei voltar aos velhos tempos e fazer um plantãozinho. Não ia fazer nada mesmo.

Só que, assim como sempre foi, não parei ainda! Mentira, parei agora, depois de um looooongo parto distócico de uma cã jovem senhora de 10 anos. Chegou aqui com uma cabeça de feto pendurada na vulva e mais uns troços mexendo na barriga. Arranquei o feto, que acabou morrendo. Não conseguia expandir os pulmões, tadinho. Aí depois de meia hora veio outro. Gigaaaaante. Liiiiindo. Quase roubei. Depois vieram os 3 degenerados e degradados: dois que não se desenvolveram e morreram no meio da gestação e um que era só tipo uma perna. A mãe comeu junto com a placenta.

No fim deu tudo certo, quédizê. A mãe ainda tem que se livrar dos anexos fetais, que não estão lá muito saudáveis devido aos apodrecimentos fetais, mas parece que o filhote que não morreu vai vingar. Vamos torcer. :)

3 comentários:

Luana disse...

"Depois vieram os 3 degenerados e degradados: dois que não se desenvolveram e morreram no meio da gestação e um que era só tipo uma perna. A mãe comeu junto com a placenta."

Ai meu deus! Eu AMO de paixão animais e cheguei a considerar fazer veterinária quando estava no colegial... Mas dai desisti quando considerei que talvez (provavelmente) não poderia salvar todos... Sem contar um trauma de infância por causa de um doberman que eu tive e que tivemos que sacrificar... snif...

Nessas horas eu penso como eh bom trabalhar com elétrons... Eles não são fofos, não são quentinhos, não abanam o rabo pra vcoe... Mas também não sofrem... =(

Te admiro mulher... muito mesmo!

Olivia disse...

Li o post da luana e penso que toda pessoa com um coração humano já pensou em ser veterinário um dia... Mas só os iluminados botam isso em prática.
Eu tbm já pensei isso, mas eu me envolvo, choro, sofro, fico maluca. Definitivamente, não dá!

Dona Mila disse...

Luana, além de não salvar todos, às vezes ainda apressamos a morte de alguns, tipo a sua filhota doberman... Quando é o melhor pra eles, é o melhor pra eles, mas o coração aperta de qualquer jeito. :/

Olivia, eu NUNCA tinha pensado em ser vet, até ter meu primeiro bichinho, quando já cursava arquitetura. Pra ser bem franca, tem dias que me arrependo de ter largado a chance de uma carreira mais convencional (tipo formar, fazer concurso, ou pelo menos não ser autonoma...), mas não adianta. O que eu faço hoje, faria de graça. Todos os dias. :)